Eleições presidenciais 2018 – O som do coração da nação (Somos todos Brasil)

Manaus/AM, 28 de outubro de 2018

Então é isso Brasil, neste momento damos um novo passo para um novo caminho, damos um tiro para este horizonte tão longe que se desmancha no serrar dos nossos olhos.

Eu já disse aqui aos meus leitores que eu não tomo partido de político e não promovo campanha, não digo que nunca irei, mas até este momento não, minha posição ela é única, é exclusiva pelo meu Brasil, pois eu não sou político, eu sou nação, eu sou #Brasil.

Eu sei que muitos de nós estão com medo, temerosos pelo que o então presidente eleito Jair Bolsonaro tem a fazer, ele está hoje sim com o poder em suas mãos, poder este dado por nós como nação, mas poder este não maior que o poder de Deus, e sabemos que Deus abate os soberbos, mas vamos ter fé, vamos tentar mudar este sentimento de medo, de revolta que muitos sentem neste momento, tentar mudar e deixar prevalecer o sentimento de fé, vamos ter fé e acreditar que o #JairBolsonaro possa fazer por nós como nação o que realmente precisamos, o que merecemos, o que ele mesmo prometeu, pois o Brasil precisa crescer. Precisamos mostrar ao mundo o que é ser um brasileiro, o que significa ser Brasil!

As #Eleições2018 foram um marco para a história do nosso país, mas vamos fazer que com ela não seja só o marco, mas o ponto inicial de partida desta nova história, vamos nos permitir agora que ele demonstre se realmente mereceu carregar o título de “mito”.

Brasil não vamos chorar, nem nos enraivecer, não vamos nos dividir mais, não! Vamos sim, sorrir, permitir que o amor vença, vamos nos unir, da as mãos e deixar que o amanhã chegue, e que nos mostro o que nos reserva o futuro, claro que não vamos baixar a guardar, nem para Jair e nem para qualquer outro que venha após ele, vamos nos fazer fortes a cada dia, por um Brasil cada vez melhor.

Ele não foi o meu candidato para esta eleição, mas se ele foi o eleito eu torço por ele, pois o Brasil “está nas mãos dele”, então que ele possa, que ele consiga realizar o Brasil que ele já idealizou.

– Jair, por favor, você foi o escolhido, o eleito então presidente da nossa nação, por isso eu te peço, não por mim, nem pelos que caminham comigo na minha geração, mas pelos que ainda hão de vir, cuida do Brasil, permita que nossas futuras gerações tenham um bom país para crescer e florescer. Não enxergue cor, raça, religião, sexo ou nada disso, enxergue pessoas, cidadãos que precisão de você como presidente, que Deus abençoe a você hoje e a todos nós daqui para frente.

“Não deixe as contraversões política mudarem o que é a de melhor em você, sigamos em ordem e progresso, de braços dados por esta nação e no final seremos todos Brasil!” – por: Maikon R. de Assis, Somos todos Brasil

Por: Maikon R. de Assis

Sr. Patrono

Anúncios

Somos todos Brasil

Manaus/AM, 16 de outubro de 2018

Eu lamento mais uma vez Brasil, lamento, pois mais uma vez nós estamos aqui dividos, a nação se questiona sobre o que é certo ou errado, nós como povo brasileiro disputamos este imenso cabo de guerra, quando na verdade deveríamos nos unir como um forte elo desta corrente, brasileiro após brasileiro.

Eu não sou #Bolsonaro e não sou #Haddad, mas sim, sou #BRASIL, sou aquele que pensa que com mais violência não chegaremos a lugar algum, sou aquele que pensa que sem base educacional não iremos conseguir mais uma vez, o progresso não depende dos políticos que colocamos no poder, pois poder de verdade é a voz da nação que os põe lá, sei que muitos de nós estamos com medo, medo do desconhecido, mas medo também do que dispõe a se chamar de “novo”, mas não devemos ter medo. Devemos ter fé, força é união, independentemente de sermos heterossexuais ou homossexuais, brancos ou negros, ricos ou pobres, católicos, evangélicos ou umbandista, independentemente de rótulos impostos pelo vicio socialista, antes de tudo somos brasileiros, somos Brasil!

Nesta hora devemos parar de brigar. Brigar nos grupos de redes sociais, brigar nas igrejas, nas praças, nas ruas e calçadas, onde quer que seja, brigar entre a gente não é a solução, mas nos unirmos sim, isso levantara nossa nação!

Eu irei votar e me reservo o direito de resguardar meu voto, mas uma coisa é certa, mesmo que o Bolsonaro ganhe ou o Haddad a política no Brasil nunca mais será a mesma, mas lembrem-se, não é da direita ou da esquerda, mas quando erguemos os olhos pra cima, sabemos que de lá virá o nosso socorro.

Não deixe as contraversões política mudarem o que é a de melhor em você, sigamos em ordem e progresso, de braços dados por esta nação e no final seremos todos Brasil!

Por: Maikon R. de Assis

qual-a-origem-do-ordem-e-progresso-na-bandeira-do-brasil-og.jpg