Totalmente singular

Manaus 12 de novembro de 2013

Sonhei um dia, fechei meus olhos e sonhei, tive desejos então por sua força eu sonhei

Sonhei que não era eu e sim você, sonhei que minha força se fazia em ti querer

Foi um sonho de verdade, era o fio da realidade que me levava de olhos bem abertos a sonhar, eram muitos sonhos vividos no pensar

Sonhei, mas era um sonho diferente, era o meu sonho, minha realidade, era meu, em ti só a vaidade

Vida de um rei eu te concebi, me fiz pobre infecundo, te plantei forte em meu jardim

Te dei cores, te dei sabores, te perfumei e te vesti, ti fiz meu, em minha vida totalmente singular, senti todas as tuas dores só para não te vê chorar

Em meu mundo eu te tornei, em tua frente de cabeça baixa eu sempre caminhei

Você era meu especial amor, por quem vivia a sonhar, você era em mim totalmente singular

Ah, como fui bobo, imaturo, como fui tolo, incapaz de perceber, e vejam só hoje eu largado no chão frio desta calçada

Virou de costas para mim, deixou vazio meu jardim, minha cabeça pediu em sacrifício e no fundo saboreou a minha morte

Ei, me olhe agora, veja minha sorte totalmente singular, caminho dia a dia, sem sonhos pra sonhar!

Mas no fim quem pode dizer que eu só perdi?

Tu vieste para me fazer vê que nem sempre um sonho pode ser tão bom quanto um pesadelo pode te assombrar e eu então pergunto. Totalmente singular?

Mesmo caído, mesmo ferido, mesmo diluído no meio da multidão, invisível como o que nunca virá, esta é a sorte que me deu e eu te agradeço

Sinto que meu coração não bate mais, sem forças, sem paz, em meio ao oceano ele se desfaz

Eu espero que esteja pronto para admitir que perdeu muito mais do que eu, espero mesmo que entenda

A mesma dor que me fez chorar, hoje enxuga minhas lagrimas e me põe a gargalhar

A mesma dor me fez sangrar, hoje cura minha dor e sara minhas feridas, me faz forte como uma águia renascida

A mesma dor que tragou as minhas forças e me fez cair, hoje me ergue e me faz resistir

Que o que se foi siga sem demora, que se vá pra longe, que fique do lado de fora

Totalmente singular foi o meu amor por você, sem vontade sem querer, outro igual você nunca terá!

“Ser forte não quer dizer vencer muitas batalhas, mas sim ser sábio para não gerar uma guerra entre os povos, seu interior.”

Tudo o que quero agora é deixar aqui do lado de fora, deixar aqui onde não mais possa ver, bem longe do meu querer

Tudo o que quero é minha vida outra vez, longe deste jogo de interesses, de mentiras e ingratidão. Coma terra sangrenta paixão!

A vida brinda querendo ser vivida, ela chama pra dançar aqueles que a veem passar, esta é a vida que eu quero por todo o tempo namorar

Sem vida de depois, uma vida de presente, onde tudo eu possa alcançar, quero esta vida de volta, no meu totalmente singular

Escrito por: Maikon R. de Assis (Sr. Patrono), referência SINGULAR, por Maikon R. de Assis.

Singular

Manaus, 06 de novembro de 2013

A força de um homem não está na espada, nem nos cavalos, nem em seu punho ou no toque das pontas de seus dedos. Está no amor que o torna relevante entre as decisões, que o tornam singular na vida de alguém. Sua felicidade é sua escolha.

A formação de um caráter independe de sua genética ou companhia diária, mas está intimamente ligada as suas aspirações, aos desejos obscuros, aqueles que se calam em um mundo tão distante dos sonhos sonhados por um indivíduo não contextualizado em sua vida.

Tudo na vida são escolhas, escolhas perdidas, escolhas tomadas, escolhas estas ímpar, mas que serão a continuidade de uma existência que implorará pelo seu fim, ou não.

Ser forte não quer dizer vencer muitas batalhas, mas sim ser sábio para não gerar uma guerra entre os povos, seu interior.

*Opinião particular.

Por: Maikon R. de Assis (Sr. Patrono)