Todo derretido

Manaus, 25 de junho de 2013

Derretido estou, todo derretido você me deixou, molhado pingando suor, me castigaste sem dó

Ardente eu estava, mas de mim agora não restou mais nada

Estava à flor da pele a ponto de explodir, mas você caiu dentro, fez loucuras de mim

Ensandecido sem noção, perturbado você deixou meu coração

Meu coração pede para te amar

Mas meu corpo corre o mundo inteiro para te encontrar

Encontrar com você e em teu beijo me perder

Encontrar contigo, viver um momento louco de paixão, chega de pensar de terminar tudo em minha mão

Quero um momento contigo e não te peço mais nada, me de este momento e se quiser depois me chute como uma lata

Quero correr a ponta de meus dedos nas ondas do teu copo, quero te morder e deixar marcas no teu pescoço

Quero sentir teu cheiro, te beijar por inteiro, sentir teu sabor, fazer o que o for

Quero disfrutar de cada movimento teu, entenda uma coisa, entre você, agora eu não sou mais “Eu”

Fico tenso quando penso em você, mais nervoso ainda quando passo o dia sem te vê

Você têm curvas que me endoidam, você tem a cor que brinda colorindo o meu dia, você tem tudo, tem a droga que me tira dessa nostalgia

Você tem a luz e a escuridão, você tem um segredo, está na carne e não no coração

Estou todo derretido, entenda o que quiser, que venha de frente ou por trás isso não importa, quando estou contigo não sou nem homem e nem mulher

Estou todo derretido e quero sair pingado outra vez, quero que me possua agora e me deixe sem ar, quero mesmo é em teu corpo me derramar

Escrito por: Maikon R. de Assis (Sr. Patrono)