Sua história, meu poema

Quero saber, ouvir de você

Quero que me conte e que não me esconda nada

Preciso saber, preciso dessa história rara

Você não me conhece e nem eu a você

Mas quero que saiba que de mim pode beber

Eu nasci pra ser este instrumento, ao cair da noite ser este acalanto

Quero que me conte sua história, que me traga tudo da memória

A cada palavra um olhar e a cada novo verso um recomeçar

Não prometo curar a dor, mas o que tenho e ser teu meu senhor

A cada momento regurgitado, um segundo aproveitado

Vamos se fazer juntos imortais!

Petrificados, eternos, muito mais reais

Vou me esforça em te agradar, mas me desculpe se no fundo eu te machucar

Serei sincero e honesto com você, de mim você deverá beber!

Não quero ser nada, mas menos que nada o que posso ser?

Quero saber, ouvir de você

Quero que me conte e que não me esconda nada

Preciso saber, preciso dessa história rara

Quero que me de, me de pernas, mãos, forças pra vencer

Que me de palavras e que me ajude a viver e não apenas existir

Tatuagem em meu corpo, imagem presa por um olhar

Preciso de você, viver livre de algema

Preciso de sua historia, meu poema

by: Sr. Patrono

– A todos os meus leitores quero tentar uma coisa diferente, quero que me dêem histórias pra que eu tente transformá-las em poemas e versos, assim nós poderemos juntos aproveitarmos as lições que a vida nos de, uma maneira agradável e suportável de vivê-las. Tragam pra mim e eu dou de volta para vocês.

Anúncios