Sonsa vaidade

Loucos, insanos, em muitos profanos

Tolos e cegos, desgarrados, por tantos desatinados

Irresponsáveis, indulgentes, desanimadores, em suas vidas sem torcedores

Mas aonde esta o seu real a sua verdade? Chega! Me deixa sonsa vaidade

 

Tenho sonhos e quero alcançá-lo, tenho sonhos e te digo pretendo conquistá-los

Meus sonhos serão meus, pois em minha vida nenhum ainda morreu

A vida é fantasiosa e cheia de mentira, mas quem disse que acredito, em meu mundo eu existo

Posso vê, esta presente no brilho profundo de teu único olho castanho, com minhas unhas tua costa eu arranho

 

São forças que me pleiteiam, que tomam pra si e que me fazem dizer

São desejos e ansiedades, em meu deliro de insanidade, quero entender a dança da sonsa vaidade

Sou um só em meio a tantos, mas sei que posso bem mais, em cada passo me torno capaz

 

Ao dormir ou despertar, em cada momento ou no meu sonhar

Ao cair por pular, ao andar e não tropeçar, sonho como em minha vida posso mudar

Sonsa vaidade, esta é nossa realidade, pro mundo um disfarce, as sandálias desta frágil humanidade

by: Sr. Patrono

Anúncios

Tão fácil

Seria tão fácil se sorrir fosse apenas mostrar os dentes, se chorar fosse deixar as lagrima meu rosto banhar

Seria tão fácil se viver fosse estar presente mesmo que em um pensamento e que morrer fosse me fazer ausente mesmo que por um segundo

Seria tão fácil se pra sonhar fosse apenas preciso fechar meus olhos

Seria tão fácil, como seria…

Mas nada é tão fácil, nem tudo é pura mágia

Nada é tão fácil e sei o quanto esta sendo difícil

É tão difícil sorrir mesmo quando o tempo faz cócegas trazendo boas lembranças, momentos lindos da infância

Tenta me fazer esquecer o presente e viver o passado, mas não é bem assim, tudo é bem mais complicado

Sei o quanto esta sendo difícil, mas também sei o quanto te amo

E não preciso de muito pra que mostre a você, mesmo que pareça frágil meu amor, nunca irei te esquecer

Manaus, 14 de maio de 2009 | by: Sr. Patrono