Por você eu faria isso mil vezes!

Manaus, 05 de janeiro de 2013

As vezes me pego mirando aquela tua fotografia

As vezes percebo que sem você eu não tenho noite nem dia

Quando miro teu sorriso, quando miro em teu olhar

Logo então percebo como foi bom te encontrar

Em você eu percebe que ainda existe amor

Por você então bebi um cálice transbordante de amarga dor

Meu tudo por você agora é nada!

Meu nada em ti agora é tudo!

Como me vejo se não te amando, pra sempre…

Pois por você eu faria isso mil vezes!

Viveria noite dia sem os olhos eu fechar

Correria em meio a tormenta só pra ti salvar

Meu amor te dou, minha vida te dedico

Meu suor por ti derramo, pois de você eu necessito

Te amo meu amor, te amo de verdade

Te quero em mim pra sempre, pois tu es minha sanidade

No sol ou na chuva, de dia ou de noite

Seja verão ou inverno, no céu ou no inferno

Sorrindo ou chorando, gemendo ou cantando

Ainda assim eu te amarei, pois isso ainda não havia acontecido comigo antes, em minha vida nenhum outro havia sido tão constante

Por você escrevo este poema, por você eu faço esta oração

Por você vivo incondicionalmente, pois tu es minha razão

Por você eu choro, meu tudo por você até o fim do meu viver

Mas o que posso o que consigo se não te amar e dizer para você que em ti eu quero está

As dores em meu peito não se calam, mas não ligo, sem você vivo em perigo

Pois por você eu faria isso mil vezes!

Como um imortal que vive cada século eu sempre te amarei e no fim te mostrarei que valeu muito a pena sermos um

Pois por você eu faria isso mil vezes!

Escrito por: Maikon R. de Assis (Sr. Patrono)

Anúncios

19 minutos

Manaus, 02 de janeiro de 2013

Meu dia foi de sol, céu azul e com nuvens brancas a desenhar

Meu dia era especial um dia único, pois no fim eu iria te encontrar

Dia marcado no meu calendário, o dia escolhido, este dia foi pra mim um forte abrigo

Sonhei, desejei, contei as horas, esperei muito, que este dia corra, que ele fosse embora!

As estrelas anunciaram o anoitecer

Meu coração acelerou, chegou a hora de ti vê

Olhar em teus olhos, sentir teu cheiro, te vê meu amor, te ter por inteiro

Ter teu toque, ter teu calor, ter você em mim “pra sempre”, seja onde for

Este é o meu dia o dia do meu amor, em fim, este dia chegou!

Ao sair para te encontrar o destino me carregou pra longe, me levou pra qualquer lugar

Corri tanto, mas foi em vão, como areia escapaste de minhas mãos

Te vi se afastar com tanta velocidade

Isso me deixou louco, fora da realidade

Por 19 minutos chorei, durante todo este tempo eu relutei

Por 19 minutos não quis acreditar, por todo este tempo não meu deixei acordar

Em 19 minutos fiquei sem chão, estrondante era o som da batida do meu coração

19 minutos vividos como uma vida inteira, durante todo este tempo pensei as maiores besteiras

Precisei de 19 minutos para entender que todo este tempo só nos faria crescer

Crescer em amor, em igualdade, crescer em carinho, crescer de verdade

Esses 19 minutos parecem besteira, mas me cercou como uma eterna cegueira

Eu entendi, acordei deste sono de morte

19 minutos, vivi o meu maior tempo de sorte

Estes 19 minutos me ensinaram, me mostraram o real do teu amor

Me fizeram enxergar que me amas e que terá muito mais tempo pra me amar

E então viverei este eterno amor, como valeu a pena ter passado por 19 minutos de dor

Escrito por: Maikon R. de Assis (Sr. Patrono)

Maikon R. de Assis (Sr. Patrono)

Maikon R. de Assis (Sr. Patrono), escritor, compositor, autor, poeta, versista amazonense.