Paredes

Aprendi que poderia amar acima de todas as coisas, aprendi que poderia amar mesmo além destas paredes

Aprendi que poderia vê que enxergaria o meu amor, mesmo que primeiro meus olhos alcançasse esta dor, entendi que veria além destas paredes

Senti dentro de mim, senti em meu coração senti que viveria mesmo que no final a ponta desta paixão

Senti em minha vida a dor de amar e não ser amado, senti esta dor como paredes, em minha volta por todos os lados

 

Como um sopro em minha vida, como um surto, um distúrbio me deixando louco, alucinado, por teu amor desesperado

Como um toque, cai na real que em minha vida não era ideal. Mas ainda assim te amei

Doía te vê parti, dói te vê longe, fora de mim, mas em minha vida ainda existiu e meu coração tornou em mil

Como em paredes aprisionado me sentia, sem nem ao menos uma janela não via a luz do dia

Doía e hoje dói bem mais, você passou por mim carregando minha paz

 

Mas aprendi que amo e posso amar, mesmo que em minha vida não possa mais entrar, mesmo que haja paredes

Vi que era bom, senti o seu prazer e agora o que posso se não dizer “obrigado”

Olho pro alto e vejo o quanto são altas estas paredes, vejo que não consigo vê, que em meus olhos te ponho a perder

Sei que foi bom em meu passado e que não há mais nada em meu presente, que em minha vida se tornou ausente

Foram dias, foram horas, foram momentos em que cruzei esta porta e hoje não volto mais

Sei que posso e quero bem mais que além destas paredes vivi a minha paz

by: Sr. Patrono

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s